segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

ANIVERSÁRIO DOS 77 ANOS DE VIDA DO RURÍCOLA PACHICO MADEIRA

Na manhã deste sábado, 7 de dezembro de 2019, aconteceu na Chácara Top-Waus na localidade de Tamanduá em Forquilha o aniversário dos 77 anos de vida do amigo, Pachico Madeira, que reuni-ou os seus familiares e amigos para cantar os seus parabéns ao som do Grupo de Seresteiros Nayte Show com as presenças de autoridades nesta efeméride onde aqui registramos: Prefeito Municipal Dr. Gerlásio Loiola e esposa Sabrina Guimarães, do Vice-prefeito Regis Parado e esposa Guida Prado do Vereador Cláudio Portela e esposa além do Empresário Aluísio Loiola, Onélio Gomes Araújo, Ermilson Vasconcelos, Liderança Dr. Abdias Araújo, Estevilho,  representante da Maçonaria Jérson Parente entre outros amigos do anfitrião. Várias mensagens como está foram fonte inspiradora em dizer: Hoje é um dia muito especial, pois um grande homem completa mais um ano de vida e só isso já é motivo para grande alegria e celebração. Feliz aniversário, querido amigo Pachico Madeira Deus lhe abençoe e que você seja bem Feliz! Estas e outras no diário de notícia de Célio Cavalcante membro correspondente da ACEJI.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

ETNIAS PRÉ-HISTÓRICAS DO BRASIL OU O HOMEM AMERICANO CONSTRUTOR DAS PINTURAS E GRAFISMO RUPESTRE QUE ALASTRAM NOSSO TERRITÓRIO BRASILEIRO


O território brasileiro esta contaminado por pinturas e grafismo rupestre. Será que estas etnias que passaram em quase todos os municípios de nossa federação será mesmo que foram os homens Americano, ou seja, dizem que o Piauí é um dos estados do Brasil com a maior concentração de arte rupestre das Américas. As centenas de sítios arqueológicos, formações rochosas que desafiam a curiosidade dos visitantes e mistérios que podem explicar a origem do homem americano naquele Estado. As pinturas rupestres são encontradas em todos os continentes que foram ocupados pelo homem pré-histórico e seu estudo revela uma evolução de traços simples a representações altamente sofisticadas e estilizadas, chegando ao extremo de aproveitar saliências e formas sugestivas do teto e paredes das cavernas como base para a pintura de determinado animal, ou seja, as pinturas podem ser divididas em três grandes grupos tais como o zoomórfico (que é a representação de animais), o antropomórfico (que abrange figuras humanas em suas diversas formas de estilização), e o grupo de símbolos, constituído por desenhos sem sentido aparente que muitas vezes constituem verdadeiras alusões a calendários astronômicos capazes de descrever o período e mesmo a trajetória aparente de diversos corpos celestes com grande precisão. Comunidade científica vamos acabar com isso americanizar nossos sítios arqueológico brasileiro. Aqui mostro um exemplo escrito do meu Professor de história Padre João Mendes Lira (in memoriam) quando disse: "O Brasil, quase ia a falência  na sua vida sócio-cultural quando meia dúzia de pseudo-historiadores e sociólogos quiseram modernizar nossa Pátria, americanizando-a, uma vez que o modelo americano é o que se adapta a todos os povos e a toda culturas, como se nós não tivéssemos nossas tradições, nossas raízes. Tudo que vem do americano é como se viesse do Olimpo". Temos várias etnias que passaram em cada estado do Brasil e é preciso que deva haver um estudo minucioso para confirmar qual os verdadeiros artistas construtores das pinturas e grafismo rupestre.  Estas e outras no diário de Célio Cavalcante do Pesquisador da Pré-história membro correspondente do Centro Brasileiro de Arqueologia-CBA e da Sociedade Paraibana de Arqueologia-SPA.

OUÇA A FORQUILHA FM 98,7 MHz


AOS DOMINGOS DAS 08:15 ÀS 11:00 HORAS, O PROGRAMA FORQUILHA ONTEM HOJE E SEMPRE SOBRE APRESENTAÇÃO DESTE AMIGO DE VOCÊS CÉLIO CAVALCANTE NA FORQUILHA FM 98.7 MHZ. OUÇA NO SEU CELULAR OU NO SEU COMPUTADOR NESTES DOIS LINKS: www.forquilhafm.com.br ou http://www.radios.com.br/aovivo/radio-forquilha-987-fm/35189

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

AS PESQUISAS ARQUEOLÓGICAS DO DR. ODORICO MORAES NO SÍTIO NAZARÉ, RIACHO POÇO DO DINHEIRO EM MILAGRES-CEARÁ.

GRAFISMOS RUPESTRES XXVIII - A região do Cariri, no Sul do Ceará, reúne uma grande quantidade de sítios arqueológicos com grafismos rupestres, concentrados em algumas unidades chamadas de áreas arqueológicas e também distribuídos ao longo de seu território. Essas pinturas e/ou gravuras realizadas por grupos pré-históricos têm despertado nessa região o fascínio e a curiosidade desde os tempos da colonização europeia. Os grafismos rupestres podem ser classificados de acordo com a forma dos desenhos como antropomorfos (seres humanos), zoomorfos (animais), fitomorfos (plantas), objetos, geométricos e grafismos puros. Estes últimos são os mais intrigantes porque não se consegue relaciona-los com com as atividades do cotidiano dos paleoíndios. Nas fotos abaixo, podem ser evidenciados grafismos geométricos e grafismos puros. Participaram desta expedição os amigos Gil Magalhães, Lúcio Rodrigues, Sílvio Teixeira Dos Santos, e o nosso guia local, Jonas Fernandes. Acesse todas estas informações no link
https://www.facebook.com/odorico.moraes - Estas e outras notícias no diário de Notícia de Célio Cavalcante (Guardião da Arqueologia) membro correspondente do Centro Brasileiro de Arqueológica e da Sociedade Paraibana de Arqueológia-SBA.